Loading...

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Execuções em Macaíba podem desvendar quem matou os casais de chineses

A comunidade de Mangabeira, no município de Macaíba, foi mais uma vez o cenário escolhido por um grupo de extermínio que atua na região da Grande Natal para a prática de novas e sangrentas execuções. Desta vez, os alvos foram o estofador de móveis Josemar Gomes, de 43 anos, e Charles Paiva da Silva, de 29. O policial militar Marcelo Miguel da Silva, 36, que também estava com a alma encomendada, conseguiu se libertar das amarras e escapou pelo meio do matagal, numa estrada carroçável próxima das antenas de transmissão da Chesf.

A revelação mais escabrosa desta triste história, no entanto, confirmada com exclusividade pelo delegado Maurílio Pinto de Medeiros, pode acabar elucidando um dos crimes mais enigmáticos deste ano: um dos acusados também teria participado da morte de dois casais de comerciantes chineses, crime ocorrido em fevereiro deste ano. Trata-se do ex-PM Roberto Moura do Nascimento, 33, mais conhecido como ‘Bebeto’, expulso da corporação em fevereiro do ano passado.

O nome de Bebeto e de outros três suspeitos já estão em poder dos investigadores. Eles foram repassados ao NOVO JORNAL por um policial que pediu para não ser identificado. Numa pesquisa junto a outras fontes policiais, a reportagem descobriu que o ex-soldado da PM já foi preso várias vezes, inclusive em 2005, por ocasião da Operação Fronteira, quando outros oito policiais acusados de participarem de um grupo de extermínio também foram parar atrás das grades. E entre eles, vale aqui relembrar, estava o ex-PM João Maria da Costa Peixoto, o ‘João Grandão’, ainda hoje considerado líder da quadrilha que extorquia e assassinava criminosos.

A confirmação de que Bebeto estaria realmente comprometido com as mortes dos chineses, cujos corpos foram encontrados no dia 7 de fevereiro passado, desovados e enfileirados numa estrada carroçável lá mesmo, em Macaíba, veio do delegado Maurílio Pinto, titular da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (Decap). “Temos informações que este ‘Bebeto’ seria um dos assassinos dos chineses, mas ainda não podemos provar”, disse o Xerife.

Os outros nomes revelados à reportagem pelo policial que terá seu nome preservado são: o soldado reformado da PM Luciano de Aquino Ramos, o ‘Marola’, condenado em fevereiro de 2001 a cumprir pena de 23 anos de prisão pelo homicídio do estudante Genilson Francelino de Moura, irmão do apresentador de TV e deputado estadual Gilson Moura, crime ocorrido em 1999; um tal de ‘Magrão’, que também seria um ex-policial militar preso há quatro anos acusado de participar de um sequestro relâmpago em Natal; e de um quarto elemento chamado apenas de ‘Marcelo’. 

Ainda segundo a fonte desta reportagem, os nomes dos suspeitos foram apresentados pelo sobrevivente em depoimentos prestados na manhã de ontem no hospital ao delegados de Macaíba Normando Feitosa, e ao delegado Márcio Delgado,um dos titulares da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor). Em contato com a reportagem, porém, Normando limitou-se a dizer apenas que não poderia confirmar que são os suspeitos, pois as investigações já estariam sendo conduzidas pela Deicor. Já o delegado Márcio Delgado, preferiu não dar detalhes para não comprometer o inquérito.

“A casa caiu”

A versão relatada aqui, sobre como teriam ocorrido de fato as execuções desta segunda-feira em Mangabeira, foi relatada pelo mesmo policial que pediu para não ser identificado.
Segundo a fonte, Charles e Josemar ligaram para o soldado Marcelo Miguel para que juntos fossem fazer uma cobrança. “Uma parada que renderia muito dinheiro aos três”, disse o policial. O encontro foi então marcado na frente da casa do entregador. De lá, os três seguiram para um abatedouro localizado na Rua Januário Cicco, no Bairro Nordeste, dentro do estacionamento de uma galeteria, também conhecida como Abatedouro Nordeste. Foi neste local, inclusive, que os três se encontraram com os quatro suspeitos da quase chacina.

Lá, ao ver Charles, Josemar e o policial, o ex-PM Bebeto teria dito “a casa caiu”. O policial Miguel foi desarmado e o trio passou a ser espancado. Amarrados, todos foram colocados sobre a carroceria de uma caminhonete prata, acompanhados de perto até Mangabeira por um Pálio também de cor prata.

“Antes disso, o policial que escapou contou que os quatro assassinos roubaram R% 5.500 em dinheiro, a moto, uma moto CB 300 cilindradas de cor amarela e um cordão de ouro do soldado”, acrescentou a fonte.

A reportagem esteve na dita galeteria e encontrou o local fechado, como se o ambiente funcionasse apenas como fachada. Apesar de não haver animais, vizinhos confirmaram que lá realmente se vendem frangos abatidos. E mais: disseram que ontem viram dois veículos, com as mesmas características, saírem do local bastante apressados. “Deixaram até o portão aberto. Meu marido foi lá e fechou para que ninguém estranho entrasse”, contou uma mulher que também terá seu nome preservado.

Fuga para a granja

Já em Mangabeira, os reféns foram levados para o meio do matagal, numa estrada escura e de terra batida. Pressentindo que os três estavam se soltando das cordas que os prendiam pelas mãos e pés, a caminhonete e o Pálio pararam e os quatro assassinos decidiram ali mesmo acabar com tudo.

O primeiro a ser executado foi Josemar Gomes. Ainda com pedaços de corda amarrados ao pulso e ao tornozelo direito, ele levou dois disparos de pistola à queima-roupa. Os tiros atingiram suas costas. Enquanto isso, Charles tentou correr, mas foi pego adentrando no matagal. Jogado ao chão, ele também não teve misericórdia. Outros dois disparos atingiram as pernas e a região torácica. O rapaz também morreu na hora.

Enquanto os companheiros eram mortos, o soldado, já desfeito dos laços, empreendeu fuga correndo pela mata. De longe dois dispros o atingiram, mas não suficientes para fazê-lo tombar. Um dos disparos o atingiu nas costa e o outro no braço direito de Miguel. Sangrando bastante, o policial conseguiu encontrar refúgio numa granja não muito longe. Pulou as cercas e bateu na porta. Apavorado, foi socorrido pelo caseiro Lenilson Batista, que há um mês toma conta de cavalos e carneiros no lugar.

“Era mais ou menos 19h quando eu ouvi vários tiros. Fiquei muito assustado. Você imagina então quando chegou aquele homem todo cheio de sangue, batendo na porta e pedindo socorro. Tive tanto medo que deixei ele do lado de fora um tempão. Só quando ele disse que era policial foi que eu abri a porta”, contou o caseiro.

Com o telefone celular de Lenilson, o soldado chamou reforços e avisou o que havia acabado de acontecer. Foi somente depois de uma hora, perdendo sangue na varanda da granja, foi que Miguel foi finalmente socorrido ao hospital.

Diligências ainda foram feitas na região, mas nenhum veículo ou suspeito foi localizado. Na areia e no mato á beira da estrada apenas os corpos crivados de bala foram encontrados.

Prisões de Bebeto

Operação Fronteira

O alvará de soltura do ex-policial militar Roberto Moura do Nascimento foi assinada no último dia 16 de agosto pelo juiz Ivanaldo Bezerra Ferreira dos Santos, titular da 8ª Vara Criminal de Natal. Ele havia sido preso acusado de porte ilegal de arma. Porém, no Tribunal de Justiça, constam pelo menos 12 inquéritos criminais contra Bebeto, a maioria por envolvimento com assassinatos.  Além disso, por duas vezes ele deu entrada com ações (uma na 3ª e outra na 6ª vara Criminal) tentando provar ser insano mentalmente, mas em ambas ele perdeu. Os processos tramitam na 3ª, 5ª, 8ª, e 11ª Vara Criminal de Natal, além de inquérito concluído pela Delegacia de Homicídios (Dehom) que tramita na 3ª Vara Criminal.

Sua primeira prisão aconteceu no dia 4 de setembro de 2005. Na época, outros sete policiais militares e o ex-soldado PM João Maria da Costa Peixoto, o ‘João Grandão’, chegaram ao RN trazidos por cinco viaturas do Grupo de Operações Especiais (GOE), formado por policiais e agentes penitenciários de Recife. O grupo, que havia sido preso durante a Operação Fronteira e estava detido na penitenciária Professor Barreto Campelo, na Ilha de Itamaracá, em Pernambuco, era suspeito de ter matado pelo menos 26 pessoas na Grande Natal nos últimos anos.

Operação Chacal

A Operação Chacal aconteceu no dia 1º de abril de 2008, ocasião em que Bebeto foi apontado como sendo o líder de um grupo de extermínio e acusado do assassinato do corretor Jádson Dário Pessoa, 40, mais conhecido como ‘Chiaba’, vice prefeito do município de Barra de Maxaranguape, no litoral Norte potiguar. O policial, no entanto, só se apresentou dois dias depois.

O ‘Caso Chiaba’ movimentou a imprensa de Natal por um ano. O crime foi elucidado no dia primeiro de abril de 2008, com a prisão de nove pessoas, entre elas três policiais civis e cinco militares. Os presos eram acusados de integrar um grupo de extermínio que seria responsável por 10 homicídios em Natal. Jadson desapareceu na BR-101, nas proximidades da passarela de Neópolis, na Zona Sul da cidade, depois de ter sido abordado por uma viatura da PM. Depois de 24 dias desaparecido, o corpo do corretor foi encontrado enterrado em uma duna na Rua da Torre, no bairro Planalto.

Assassinato na Cidade da Esperança

A investigação da Polícia Civil sobre o assassinato de Jean Marcel Lunardo da Silva, executado a tiros no dia 3 de maio deste ano, na Cidade da Esperança, Zona Oeste, culminou na prisão dos ex-PMs Ronaldo Erasmo Galdino de Lima, o ‘Ronaldo Bomba’, e de Roberto Moura do Nascimento, o Bebeto.

Segundo o inquérito policial, a vítima trafegava por volta da 1h da manhã em um veículo pela Avenida Rio Grande do Norte com a Rua Perimetral Leste, quando foi abordada por dois homens em uma motocicleta. O garupa deflagrou vários tiros no motorista. Jean Marcel, ainda agonizando, revelou os nomes dos algozes.

Os dois ex-PMs foram presos em suas residências, em Cidade da Esperança, mesmo bairro onde ocorreu a execução. Na casa de Bebeto, a polícia encontrou algumas munições e uma arma, por isso, ele acabou autuado em flagrante delito por posse ilegal de armas, sendo solto no mês passado.

A morte dos chineses

Até hoje a polícia acredita que os comerciantes chineses Zhon Maozhen, de 36 anos, Jin Wanguai, de 39 anos, Lixiong Lin, 36 anos, e Zhang Haiyan, 38 anos, encontrados mortos na manhã do dia 7 de fevereiro deste ano, tenham sido vítimas do crime organizado.

O primeiro casal era proprietário da loja Gold Sol, já o segundo era dono da loja JMF Variedades. Ambos os estabelecimentos são situados na rua Manuel Miranda, próximo ao camelódromo do Alecrim, na Zona Leste de Natal. Os quatro estrangeiros viviam há cerca de 10 anos em Natal.



CASAL D JOVENS É ASSASSINADO PRÓXIMO A MACAÍBA

Os corpos de um jovem de 18 anos e de uma adolescente de 16 amanheceram abandonados e crivados de bala neste domingo (13) entre os municípios de Parnamirim e Macaíba, na Grande Natal. Josenildo Nascimento, o “Negão do Pitbull”, e sua companheira, identificada apenas como Janaína, foram achados por moradores em uma estrada carroçavel no bairro Bela Vista I. Os moradores ouviram tiros por volta das 21h30 de sábado, mas não sabiam do que se tratava. Quando o dia amanheceu os corpos de Josenildo e Janaína estavam abandonados na estrada. Alguns familiares do casal tiveram que ser contidos pelos policiais militares de Macaíba quando tentavam se aproximar das vítimas mortas. A polícia foi acionada por volta das 6h.
Segundo informações colhidas no local Josenildo era ex-presidiário e morava com Janaína em Parnamirim. O passado do jovem levanta a hipótese de que a morte esteja relacionada com um acerto de contas, entretanto, nada ainda foi confirmado. Outra suspeita é de que o local onde os corpos foram achados tenha servido apenas como ponto de desova, já que não foram localizadas cápsulas de bala nas imediações.
Josenildo e Janaína tinham marcas de tiros nas pernas, braços, cabeça, e peito, porém só o Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep) poderá precisar quantos disparos mataram as vítimas. Ainda não existem suspeitas sobre quem seria o responsável pelos homicídios. O crime com características de execução fica com a Delegacia de Macaíba.
Itep leva seis horas e meia para chegar
No intervalo de 6h até as 12h30 os corpos de Josenildo e Janaína ficaram expostos para quem quisesse ver. Desde o encontro dos corpos até o momento em que eles foram recolhidos se passaram cerca de seis horas e meia sem que o Itep tivesse chegado. Tempo em que os policiais militares de Macaíba  tiveram de aguardar isolando a área, até que pudessem deixar a cena do crime já perto das 13h.

HOMEM É AMARRADO E EXECUTADO NA BR 226 PROXIMO A MACAÍBA

O corpo de um homem foi encontrado na manhã desta quinta-feira (1º) a beira da BR 226, estrada que liga Natal a Macaíba.
A vítima estava com os braços amarrados para trás. Além disso, há indícios de que ele foi executado. Foram encontradas marcas de balas nos braços, tórax e cabeça.
Todas estavam com marcas pretas ao redor da perfuração. De acordo com peritos criminalistas, isso idinca que os disparos foram efetuados a queima roupa.
No local do crime, próximo ao Guarapes, os populares não souberam informar a identidade da vítima. O homem vestia apenas uma bermuda e aparentava ter aproximadamente 20 anos.
A polícia também não sabe se o crime foi cometido na própria estrada ou se o corpo foi apenas deixado no local.

PAI E FILHO SÃO PRESOS ACUSADOS DE ATENTADO CONTRA FAMÍLIA DE AGRICULTORES EM SÍTIO DE MACAÍBA


Dois adolescentes, sendo um de 14 e outro de 16 anos, foram apreendidos em Macaíba, Grande Natal, acusados de envolvimento em um latrocínio ocorrido em maio, que vitimou um homem identificado como Gilvan Silva de Farias, morto dentro do estabelecimento comercial onde trabalhava ao reagir a um assalto. O outro envolvido no assassinato, Robervaldo Ítalo Paulino de Lima, de 18 anos, já se encontra preso, por força de mandado de prisão. Ele foi detido no dia 5 deste mês, ao se apresentar na DP de Macaíba.
Memória
De acordo com o delegado Frank Albuquerque, os dois adolescentes teriam ido com Robervaldo Ítalo até a Casa da Ração, na Rua Jessé Freire, Loteamento Monte Líbano, Macaíba, no dia 22 de maio, para praticarem um assalto, cujo dinheiro seria usado para pagar um advogado para a namorada de Robervaldo, que havia sido presa quatro dias antes. Chegando no local de bicicleta, o jovem de 16 anos entrou no estabelecimento, enquanto os outros dois ficaram dando apoio do lado de fora.  No entanto, quando adolescente anunciou o assalto, Gilvan Silva de Farias, que trabalhava no momento da ação, reagiu e tentou jogar uma cadeira no acusado. O infrator então efetuou dois tiros contra a vítima, que foi atingida no peito e morreu na hora. O adolescente fugiu do local junto aos outros dois comparsas sem levar nada da loja e, desde então, estava sendo procurado. Hoje, todos os envolvidos nesse caso já se encontram detidos.
Histórico
Robervaldo Ítalo Paulino de Lima é acusado de vários crimes. No dia 18 de maio deste ano, ele foi flagrado com mais dois adolescentes e a namorada, Amanda Cavalcante Nascimento, dentro de um táxi Fiat Uno (NNS-7248), na Av. Jundiaí, em Macaíba, e com eles a polícia encontrou aproximadamente 1 kg de maconha, que estava escondida na bolsa da namorada do acusado.Na ocasião, ao ser levado à delegacia, Robervaldo suprimiu o nome e mentiu a idade, afirmando que tinha 16 anos e foi apreendido, sendo depois liberado, junto aos outros dois adolescentes. A namorada dele, Amanda Nascimento, ficou presa e responde por tráfico. Quatro dias depois, para conseguir dinheiro e pagar um advogado para a namorada, Robervaldo de Lima planejou junto aos dois adolescentes o assalto que resultou em morte, na Casa da Ração. O delegado Frank Albuqueruqe relata que, durante as investigações do caso, testemunhas revelaram a participação de Robervaldo no latrocínio e, no dia 20 de julho, o juiz Walter Antônio da Silva Flôr, da Vara Criminal da Comarca de Macaíba, decretou a prisão preventiva dele. Segundo a mãe do acusado, Robervaldo teria ficado foragido durante os 15 dias por orientação de um advogado, que teria prometido pedir um relaxamento de prisão. Porém, ao perceber que isso não aconteceria, o acusado resolveu procurar outro advogado, que o orientou a se apresentar na delegacia.
Robervaldo de Lima compareceu à DP de Macaíba por volta das 14h do dia 5 de agosto, onde foi autuado pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico e falsidade ideológica, pelo ocorrido em 18 de maio – quando ele e mais quatro foram encontrados com drogas no táxi; e também por latrocínio e corrupção de menores, pelo ocorrido no dia 22 de maio – quando ele e mais dois adolescentes se envolveram no assassinato.

POLÍCIA APREENDE DOIS ADOLESCENTES ENVOLVIDOS EM LATROCÍNIO


Dois adolescentes, sendo um de 14 e outro de 16 anos, foram apreendidos em Macaíba, Grande Natal, acusados de envolvimento em um latrocínio ocorrido em maio, que vitimou um homem identificado como Gilvan Silva de Farias, morto dentro do estabelecimento comercial onde trabalhava ao reagir a um assalto. O outro envolvido no assassinato, Robervaldo Ítalo Paulino de Lima, de 18 anos, já se encontra preso, por força de mandado de prisão. Ele foi detido no dia 5 deste mês, ao se apresentar na DP de Macaíba.
Memória
De acordo com o delegado Frank Albuquerque, os dois adolescentes teriam ido com Robervaldo Ítalo até a Casa da Ração, na Rua Jessé Freire, Loteamento Monte Líbano, Macaíba, no dia 22 de maio, para praticarem um assalto, cujo dinheiro seria usado para pagar um advogado para a namorada de Robervaldo, que havia sido presa quatro dias antes. Chegando no local de bicicleta, o jovem de 16 anos entrou no estabelecimento, enquanto os outros dois ficaram dando apoio do lado de fora.  No entanto, quando adolescente anunciou o assalto, Gilvan Silva de Farias, que trabalhava no momento da ação, reagiu e tentou jogar uma cadeira no acusado. O infrator então efetuou dois tiros contra a vítima, que foi atingida no peito e morreu na hora. O adolescente fugiu do local junto aos outros dois comparsas sem levar nada da loja e, desde então, estava sendo procurado. Hoje, todos os envolvidos nesse caso já se encontram detidos.
Histórico
Robervaldo Ítalo Paulino de Lima é acusado de vários crimes. No dia 18 de maio deste ano, ele foi flagrado com mais dois adolescentes e a namorada, Amanda Cavalcante Nascimento, dentro de um táxi Fiat Uno (NNS-7248), na Av. Jundiaí, em Macaíba, e com eles a polícia encontrou aproximadamente 1 kg de maconha, que estava escondida na bolsa da namorada do acusado.Na ocasião, ao ser levado à delegacia, Robervaldo suprimiu o nome e mentiu a idade, afirmando que tinha 16 anos e foi apreendido, sendo depois liberado, junto aos outros dois adolescentes. A namorada dele, Amanda Nascimento, ficou presa e responde por tráfico. Quatro dias depois, para conseguir dinheiro e pagar um advogado para a namorada, Robervaldo de Lima planejou junto aos dois adolescentes o assalto que resultou em morte, na Casa da Ração. O delegado Frank Albuqueruqe relata que, durante as investigações do caso, testemunhas revelaram a participação de Robervaldo no latrocínio e, no dia 20 de julho, o juiz Walter Antônio da Silva Flôr, da Vara Criminal da Comarca de Macaíba, decretou a prisão preventiva dele. Segundo a mãe do acusado, Robervaldo teria ficado foragido durante os 15 dias por orientação de um advogado, que teria prometido pedir um relaxamento de prisão. Porém, ao perceber que isso não aconteceria, o acusado resolveu procurar outro advogado, que o orientou a se apresentar na delegacia.
Robervaldo de Lima compareceu à DP de Macaíba por volta das 14h do dia 5 de agosto, onde foi autuado pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico e falsidade ideológica, pelo ocorrido em 18 de maio – quando ele e mais quatro foram encontrados com drogas no táxi; e também por latrocínio e corrupção de menores, pelo ocorrido no dia 22 de maio – quando ele e mais dois adolescentes se envolveram no assassinato.

Assaltante é Preso em Macaiba-RN Após Trocar Tiros com a Policia Militar

O desempregado Thiago Batista Coelho, 27 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira dia ( 07/10 ) no Distrito de Mangabeira, município de Macaíba-RN, após assaltar junto com um comparsa, uma panificadora no Centro de Parnamirim-RN. A dupla chegou à panificadora em um Chevrolet Monza por volta das 07:30 h/min e assaltou o local, levando dinheiro, jóias, celulares e mercadorias do estabelecimento. Na fuga, Thiago levou a caminhonete Ford Ranger branca, de placa MYX-7535, do proprietário da panificadora. Na altura do Distrito de Mangabeira, o sistema de rastreamento acionado pelo dono da Ranger cortou a gasolina do veículo, obrigando o assaltante a fugir a pé pelo matagal. Thiago foi locazlizado por Policiais do Serviço de Inteligência da Policia Militar de Macaíba-RN e por uma viatura do 9º Batalhão de Polícia Militar. O assaltante revidou a abordagem da Polícia com tiros e acabou atingido na perna, mas ainda assim conseguiu fugir pelo matagal. minutos depois, foi encontrado pelos policiais no mato, ferido e portando uma pistola calibre 380.Thiago foi conduzido à Delegacia Especializada na Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV) e autuado por roubo de veículo e assalto a mão armada. A Polícia suspeita que Thiago fugia em direção a sua casa, no Bairro de Lagoa Nova, Zona Oeste de Natal-RN. O seu comparsa no assalto, que escapou dirigindo o Monza, ainda não foi encontrado pela polícia. após assaltar, junto com um comparsa, uma panificadora no Centro de Parnamirim.

Ladrão Dorme na Cabine da Camionhete que Tentava Roubar e é Preso ...!
O desempregado Gilvanderson Adelino, 19 anos, foi encontrado dormindo dentro da caminhonete Ford Ranger que tentava roubar, por volta das 07:00 hs da manhã de hoje, quinta-feira dia ( 07/10 ). Gilvanderson foi preso após ter arrombado a janela traseira e invadido a caminhonete, que estava na garagem da casado seu proprietário Roberto Fernandes, na rua Santa Maria, no Bairro Cidade da Esperança, Zona Oeste de Natal-RN. A filha do proprietário do carro que avistou o ladrão dormindo dentro do carro. Gilvanderson já estava de posse de ferramentas que estavam dentro do carro. O dono do carro e o genro amarraram o "dorminhoco", logo depois chamaram a polícia. De acordo com Roberto, o assaltante afirmou que estava rezando e acabou dormindo dentro da cabine do carro. O jovem já possui duas passagens pela polícia e foi encaminhada à 8ª Delegacia de Polícia, no de Felipe Camarão Natal-RN

Policial Militar é preso em Macaíba por envolvimento com grupo de extermínio


Um soldado da Polícia Militar identificado como Joniere Alves dos Santos, 31 anos, foi preso nesta segunda-feira (29) dentro de sua casa, em Macaíba, região metropolitana de Natal. O seu irmão, Jonielson Alves dos Santos, 28, também foi preso. Eles são acusados de um homicídio ocorrido no dia 19 de Junho. O soldado também é investigado por outros crimes.
Segundo informações do delegado da Divisão Especializada de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), Márcio Delgado, Joniere Alves era lotado no 9º Batalhão da Polícia Militar e estava há mais de 10 anos na profissão. Ele é acusado de matar com três tiros na cabeça Josenilson Batista de Almeida, 26 anos, dentro de casa, em Macaíba.
O delegado informou ainda que a vítima tinha envolvimento com o tráfico de drogas em Macaíba e já teria denunciado o policial por extorsão e tentativa de homicídio. Após o crime, a família fez a denúncia e apontou Joniere Alves como autor dos disparos.
Ainda segundo o delegado, a polícia está investigando mais três casos de homicídios que o soldado pode ter ligação. Além disso, dez denúncias o envolvem em crimes de extorsão e homicídios em Macaíba.
As prisões de Joniere e Jonielson aconteceram por volta do meio dia desta segunda-feira (29). Dentro da casa foram encontrados dois capuzes, munições de fuzil e revólver, e ainda uma pistola .40. O soldado foi levado para o quartel da polícia, em seguida passará pelo exame de corpo de delito do Itep. Ele ficará detido na sede do Bope, na Zona Norte de Natal.

Ex-detento é preso acusado de duplo homicídio em Macaíba


Policiais da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos (Defur) prenderam na segunda-feira, dia 20, o ex-detento Ângelo Márcio Reinaldo de Oliveira, conhecido por Ângelo Máximo, acusado de envolvimento no duplo assassinato ocorrido no dia 5 de julho de 2009, em Macaíba. As vítimas são o policial civil Edvaldo Francelino Lucas Guilherme, conhecido pelo apelido de “Edvaldo Surfista”, e um funcionário do fórum da infância e juventude de Parnamirim. Os corpos foram carbonizados para dificultar a identificação dos corpos.

Após a prisão, o acusado foi encaminhado à Divisão Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor), responsável pela investigação e pelo pedido de prisão preventiva autorizado pela Comarca da Macaíba. A Deicor é uma das unidades policiais da capital que investigam em caráter especial crimes de homicídios com características de execução.

Segundo apurou à Polícia Civil, Ângelo Máximo tem participação direta na dupla execução. No entanto, devido à necessidade de outras diligências, os investigadores não podem no momento entrar em detalhes sobre a motivação do crime.

Crime

Os corpos do policial civil Edvaldo Francelino Lucas Guilherme e da outra vítima foram encontrados carbonizados dentro de um carro nas imediações de uma pousada localizada às margens BR 304, em Macaíba. As vítimas foram mortas com tiros na cabeça, configurando o crime de execução. O carro teria sido incendiado como forma de dificultar a identificação dos corpos e de destruir provas da cena do crime. O crime teria ocorrido entre a noite de sábado e a madrugada de domingo. O agente da polícia civil, Edvaldo Francelino Lucas Guilherme, trabalhava no 8° Distrito de Polícia Civil em Cidade da Esperança.

O carro destruído pelas chamas era um Gol, placas MZJ-0806, locado em nome de uma das vítimas. Dentro do carro foram encontrados estojos de munição calibre 308 e um par de algemas.

PRF prende dupla de estelionatários em Macaíba

A Polícia Rodoviária Federal do Rio Grande do Norte (PRF/RN) prendeu por volta das 11h desta terça-feira (30), em Macaíba, dois homens suspeitos de praticarem estelionatos no Estado. Edy Claudino Silva, de 30 anos, e Francisco Flávio Rodrigues Veras Filho, 18, seguiam em um ônibus que fazia a linha Natal - Fortaleza.

Ao terem suas bagagens revistadas foi encontrado vasto material para a prática do golpe de estelionato, um leitor óptico de cartões (chupa cabra), um computador com vários programas para a realização da fraude, 40 cartões em nome das vítimas, R$1.500, entre outros acessórios necessários.


A dupla chegou a Natal no dia 28 desse mês, vindo da capital cearense de avião.

Menina que estava desaparecida em Macaíba é encontrada ferida pela polícia

A Polícia de Macaíba encontrou a menina de 9 anos que estava desaparecida desde a manhã desta quinta-feira (23), em uma casa abandonada, próxima ao cemitério. Ela estava desacordada e com um corte profundo na testa. O acusado é um homem identificado apenas como Rafael, conhecido como "Abelhão". Ele teria batido na cabeça da criança com um tijolo, após estuprá-la.
De acordo com informações do agente Evandro Lacerda, da Delegacia de Macaíba, a polícia chegou até ao local com a ajuda do homem acusado de sequestro por testemunhas. Ele nega o rapto e aponta uma outra pessoa como culpado. "Tudo indica que houve o abuso sexual. Ela foi encontrada desacordada, na casa abandonada", disse.
A criança foi socorrida pelo Samu e encaminhada para o hospital Walfredo Gurgel, onde permanece em estado grave na UTI infantil.
Rapto
A criança foi vista pela última vez próximo a sua casa, na rua José Geraldo Soares, no Campo da Mangueira, em Macaíba.  Testemunhas afirmaram que viram o acusado puxando a menina pelo braço e indicaram o local onde ele estava. Ele foi preso e encaminhado para a delegacia, onde negou a participação do sequestro.